jusbrasil.com.br
26 de Julho de 2021

Por que compreender a filosofia, auxilia a entender seu papel diante da sociedade?

Aristóteles como grande pensador da cidadania ateniense, usando o método da observação agrega cidadania à felicidade, na sociedade atual vai além desse conceito.

Maria Eugênia da Silva Ribeiro Cruz, Estudante de Direito
ano passado

A filosofia é o conhecimento que impulsiona imprescindivelmente a pensar e refletir sobre os fatos que ocorrem no mundo, mas esse estimulo foi gradativo, no período aristotélico a humanidade não era totalmente protagonista de seus pensamentos, apenas uma mínima porcentagem. Sem a fonte de busca e compreensão o exercício da cidadania se compromete, a partir das Pólis surgidas na Grécia mostra como o Homem quando ser pensante exercita e constrói a cidadania.

Por certo, o papel da filosofia é de suma importância para a transformação humana trazendo avanços em várias áreas, como: ciência, religião, social, arte, porém a política vem com destaque. A partir das pólis, reinados e explicações divinas perdem créditos, e com a filosofia novos tipos de bases para sociedade vão surgindo, a cidadania passa a ser construída quando a sociedade compreende a importância da filosofia no ensino básico, médio e principalmente nas universidades, porque ela só é exercida quando o indivíduo toma conhecimento de seus direitos e deveres perante o estado, tornando-se cidadão, por ser inserido na vida política por meio da cidadania.

Ademais, para Aristóteles a finalidade do homem em ser feliz só se expressa “pela utilidade do exercício da cidadania”, almejando promover na comunidade uma constituição prática que só se realizaria por meio da política. Suas obras o caracteriza como melhor pensador que sistematizou a cidadania, em prol de diminuir a desigualdade em comparação a proporção de pessoas que se tinha na Grécia, tendo em visão trazer o máximo de pessoas para introduzir a vida política, ainda que a época apresentasse inúmeras exclusões como: mulheres, escravos, estrangeiros, ainda assim consegue nos fazer refletir de que uma formação profissional e/ou cidadão, não se dá apenas de formas técnicas mas, de uma forma conjunta com o pensar, introduzido pela filosofia, construindo ética e humanização no indivíduo.

Em síntese, pode-se compreender que para resgatar ou inserir um indivíduo no seu papel de cidadão, devemos ter a educação através da filosofia como aliado, para conscientizar e trazer a reflexão da cidadania a cada ser que compõe a sociedade, enraizar o debate, a descoberta e pesquisa no campo filosófico, auxiliará para que o exercício da cidadania não seja robótico mas sim humano e racional.

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)